Economia Prateada, uma nova oportunidade


Estamos vivendo mais, estamos sendo mais ativos, mesmo em idades em que as pessoas costumavam se aposentar. Essa é uma realidade que é óbvia toda vez que o esquema populacional dos países é analisado. Estima-se que, nos próximos anos, a população com mais de 65 anos exceda a população com menos de 15 anos, o que se soma ao fato de que os desafios ambientais, de saúde e de previdência estão dando muito para os formuladores de políticas públicas pensarem.

Esses desafios também são o começo de novas oportunidades. Todos os serviços, conhecimentos e produtos projetados para resolvê-los, são conhecidos como a economia prateada ou silver economy em inglês. Se você pesquisar qualquer um dos dois termos na Internet, encontrará várias referências que apontam para desenvolvimentos de todos os tipos, desde processos de saúde até tecnologia, alimentação e até turismo. É um fato que nossas sociedades estão envelhecendo, nós mesmos estamos fazendo isso, não faz sentido recusar a aceitação e é bastante sensato pensar em como devemos adaptar nossas cidades e nosso modo de vida para enfrentá-lo da melhor maneira. Nesses processos, encontra-se toda uma ‘mina de oportunidades‘ que pode ser de grande ajuda,

Por enquanto, no Think Tank da Comunidade Kernel, analisamos o problema de vários ângulos; da economia da laranja e das terapias que usam arte, através de nosso laboratório de inovação aberto para gerar números, até nossa incubadora de empresas para promover novos projetos que resolvem problemas para idosos, mesmo com atividades como o Piquenique Cultivado, que defende para uma cidade mais inclusiva, com mais espaço público e muito mais fácil caminhar.

Nossos países têm fortes desafios para essas questões, precisamos adaptar nossos sistemas de saúde, esquemas ocupacionais, mas acho que o mais importante é a cultura, ainda pensamos que pessoas após uma certa idade devem ser descartadas.

Precisamos entender que essas pessoas ainda são valiosas, não importa quantos anos tenham e quando criamos oportunidades ou infraestrutura para elas, estamos criando para nós mesmos, porque um dia seremos nós que precisaremos delas.

Por enquanto, convido você a aprender mais sobre o assunto, como disse no início, a economia prateada é uma grande oportunidade, seria terrível se não encontrássemos uma maneira de tirar vantagem dela e, no processo, resolvesse muitos dos desafios envolvidos.

*Texto escrito em inglês por Pedro Colmenares e traduzido para o Blog da Revolução Prateada.

Continue no Blog da Revolução Prateada e veja outros artigos como esse!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *