O Bitcoin se tornará “normal” para as gerações Y e Z?


Desde que o coronavírus começou a se espalhar a uma taxa significativa em todo o mundo, os mercados e a economia em geral, entraram em crise. Essa crise parece estar apenas começando também, mas em toda a turbulência, diferentes gerações estão começando a perceber o verdadeiro valor das criptomoedas. Mais especificamente, do Bitcoin.

Um tweet do autor best-seller internacional, Robert Kiyosaki, foi levado ao Twitter para promover o bitcoin esta semana. Robert Toru Kiyosaki é empresário, investidor e escritor. Conhecido principalmente pelo livro “Pai Rico, Pai Pobre”

Ele trouxe um tópico interessante com os tweets se tornando virais em toda a comunidade cripto. Muitas pessoas apontaram como diferentes gerações poderiam responder à crise atual. Um usuário no Twitter até disse que a geração Z ou Y poderia começar a investir em criptomoedas e mantê-lo salvo para a aposentadoria.

Robert Kiyosaki bitcoin

“Lição 5. DÍVIDA. 1971 O dólar se tornou DÍVIDA. Dívida torna RICOS mais ricos. Dívida torna POBRES e MC mais pobres. Dívida dos EUA em relação ao PIB é de 60%. Hoje a dívida dos EUA em relação ao é PIB 110% e subindo. Falência dos EUA. Dívida, dólar, ganância destruindo vidas e economia mundial MUITO TRISTE. Guarde ouro, prata e Bitcoin.”

O editor do ‘in bitcoin we trust’, Sylvain Saurel concorda que as gerações Y e Z são as pessoas mais propensas a ter opiniões positivas sobre criptomoedas, como o Bitcoin. Saurel acredita que a geração Z tem maior probabilidade de visualizar os pagamentos feitos por meio de smartphones.

Ele escreveu ainda:

“Aqueles que ficarem curiosos para descobrir como era o atual sistema monetário e financeiro ficarão chocados. Eles se perguntarão como as gerações anteriores foram capazes de aceitar o fato de que algumas pessoas decidiram sistematicamente desvalorizar o que a maioria das pessoas possuía”.

 

* Texto publicado no site Webitcoinreproduzido no blog Revolução Prateada.

 

Continue no Blog da Revolução Prateada e veja outros artigos como esse!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *