Escola de Inglês aposta no público acima dos 50 anos


O crescimento da população da terceira idade faz a economia girar em vários setores.

Pouco tempo atrás, o negócio foi rebatizado, marcando de vez a nova fase, para Master English – Inglês depois dos 50. Na medida em que a escola optou pela faixa etária, os assuntos de aula também mudaram. Ao longo do tempo, o trio formatou uma metodologia própria, que levou à criação de materiais didáticos focados no público sênior, implementados neste ano. Boa parte dos exercícios aborda temáticas familiares, de viagem, cultura, sugestões de filmes, atores e atrizes que marcaram época, interesses que conversam com o cotidiano e bagagem vivencial dos alunos.
.
“Eles têm outras experiências de vida. Havia um descompasso dos materiais já existentes”, pontua Rafael, que é formado em Letras e leciona há 22 anos. “O nosso material acaba sendo mais eficaz na prática e no estudo do aluno em casa”, completa Karen, que entrou na empresa justamente no momento de transição.
.
Maurício – que, além de professor de inglês, é formado em Administração – conta que apostar no público maduro foi um caminho natural. “Havíamos encontrado algo interessante e com um feedback maravilhoso”, justifica.
 .
O engajamento dos alunos também gerou atividades extracurriculares, como excursões – duas para Londres, uma para Nova Iorque e, recentemente, a ida em grupo ao show de Paul McCartney, na capital gaúcha.
 .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *