Por que idoso tem de ser sempre relacionado a algo ultrapassado?


Se você pesquisar no dicionário o significando da palavra SENIL, vai encontrar mais ou menos o seguinte:

Aquilo que é velho ou próprio da velhice, decrépito.

É mais ou menos o juízo de valor que o mundo contemporâneo faz de qualquer adjetivo relacionado a velho, que a gente associa com antiquado ou obsoleto, ou seja, que não serve mais.
Numa sociedade orientada para o consumo descartável, para a transitoriedade das modas e para o culto à juventude, não é de se espantar que assim seja.

Se eu falar para alguém “Puxa, como você está parecendo jovem”, isso é encarado como um elogio. Mas se eu falar “Nossa! Como você está parecendo idoso”, isso é quase um insulto.
Aliás, perguntar a idade de alguém é considerado uma deselegância.

Mas nem sempre foi assim…

Em Roma, havia o Senado Romano, uma das instituições políticas mais importantes da Roma Antiga. E você sabe qual a origem do termo Senado?

Vem do latim Senatus, que deriva de Senex, que significa senil, homem velho. O Senado era, portanto, um Conselho de Anciãos, que por sua experiência de vida e temperança eram considerados mais sábios, sendo consultados para as decisões importantes da sociedade. Muito diferente do conceito de decrépito ou obsoleto que hoje atribuímos àquilo que passou pelo teste do tempo.

Mas com a demografia do futuro, mais madura e prateada, os Senex estarão em maior número na sociedade e provavelmente resgatarão um maior protagonismo nas grandes questões sociais e políticas do mundo.
Nessa metamorfose geracional não é impossível algum conflito. Não faz muito tempo, um jovem primeiro ministro italiano disse que queria acabar com a gerontocracia vigente na Itália.
É preciso buscar o consenso.

Senilidade não é sinônimo de obsolescência mas principalmente de sabedoria. O melhor desenho de futuro é aquele que prevê o convívio harmonioso das diversas gerações, cada um contribuindo com o que tem de melhor.

Que o mundo seja capaz de construir essas pontes entre o passado e futuro.

Continue na Revolução Prateada e se prepare para as mudanças que estão vindo!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.